A prosa do mundo

Voltando da Bienal do Livro em Maceió, onde pontifiquei sobre um assunto querido, o soft power (a cultura como instrumento diplomático; mencionei episódios como o apoio da CIA ao Expressionismo Abstrato e o financiamento do governo americano à esquerdista Paris Review para combater o …stalinismo), pego  “A Prosa do Mundo” do Merleau Ponty e, na tradução do Paulo Neves, me espanto mais uma vez em ver como ele resume, tão sintética e definitivamente, o que minha mente confusa pensa sobre literatura:

MPontyProsa.jpg

Anúncios

Sobre sergioleo

Escritor, Jornalista, artista plástico
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s